Uma grande vitória para francófonos na Colúmbia Britânica

Resumo em português da notícia que circula hoje (27/06)no https://lactualite.com/:

A mais alta corte do Canadá rejeitou os esforços contínuos do Ministério da Educação para privar os francófonos na província dos recursos necessários para fornecer educação francesa de qualidade e simplesmente atender à demanda.

A saga jurídica exigiu 240 dias de aparições no tribunal, dezenas de julgamentos processuais, meia dúzia de recursos e três decisões da Suprema Corte sobre questões processuais e substância.


Este último julgamento abrirá jurisprudências, segundo l’Actualité. Afirma, ainda que um pequeno número não justifica um tratamento desigual. Estabelece uma hierarquia de direitos segundo a qual não há muitas razões válidas para negar serviços escolares às minorias francófonas e certamente não razões contábeis.

Como o Quebec não é signatário da Constituição canadense desde sua repatriação em 1982, os quebequenses geralmente desconhecem o progresso que fez para os francófonos em outros lugares. É que a Constituição canadense consagra os direitos das minorias a uma educação em sua língua. Desde então, esses direitos avançaram com julgamentos. Em 1990, o caso mahé em Alberta determinou que a gestão escolar fazia parte desse direito à educação: reconheceu o direito dos pais da minoria linguística de administrar suas próprias instituições de ensino. Foi essa decisão que levou a Colúmbia Britânica em 1995 a criar um Conselho Escolar Francófono, que atualmente tem 6.200 alunos e 43 escolas.


Isso não mudou a má fé do governo colombiano britânico, que continuou a recusar quase todos os pedidos para construir ou expandir novas escolas. Em Burnaby, um subúrbio de Vancouver, onde 25.000 pessoas declararam o francês como uma "primeira língua falada" ou "língua materna" em 2016, a demanda por uma escola francesa foi esmagadora, mas o governo recusou. O conselho escolar deve, portanto, gastar quantias loucas em transporte escolar, para reunir as crianças nas outras escolas. E o exemplo é repetido para pelo menos 15 aplicações para construir ou expandir escolas. Diante da falta de colaboração do Ministério da Educação, a diretoria escolar e os pais de língua francesa iniciaram uma ação judicial em 2010.


O caso rapidamente tomou proporções gigantescas. O governo contesta tudo, mas os francófonos estão lutando com unhas e dentes. valores, mas Mark Power está confiante neste ponto. "É verdade que a Corte disse: "Sim, pode ser caro, essas são as consequências da nossa constituição."


Na Colúmbia Britânica, o número de escolas de língua inglesa é bastante estável ou está diminuindo: as matrículas francófonas estão crescendo. "A adesão do conselho escolar vai dobrar ou triplicar. Em 15 anos, serão 15.000 alunos, 18.000 alunos, vai começar a ser grande. »


O francês tem raízes antigas na Colúmbia Britânica, muito mais profundo do que se poderia pensar à primeira vista. "Na época em que começamos a falar sobre a "Colúmbia Britânica", a principal língua europeia falada era o francês, que vinha de viajantes de língua francesa das grandes empresas de peles que haviam migrado para lá. O primeiro hospital da Victoria era francês. Kelowna era originalmente chamada de L'Anse au Sable. O primeiro jornal era francês. Tentamos tirar os franceses do mapa, e quase conseguimos. Mas hoje, a Colúmbia Britânica atrai muitos quebequenses e francófonos por toda parte. » Falou Mark Power, jurista reconhecido jurista canadense.


Mark Power, acredita que os quebequenses se beneficiarão deste julgamento, pelo menos as centenas de milhares que trabalharão em outras províncias. "Muitos quebequenses vêm aqui com as Forças Armadas, ou para trabalhar em petróleo ou gás. O julgamento vem para lhes dizer que a mobilidade do trabalho não significa assimilação. »

Leia a notícia na íntegra no site: https://lactualite.com/societe/la-grosse-victoire-des-francophones-en-colombie-britannique/?utm_source=L%E2%80%99actualit%C3%A9&utm_campaign=a029da88a5-EMAIL_CAMPAIGN_2020_06_26_08_30&utm_medium=email&utm_term=0_f566f03091-a029da88a5-397075854